ATRIZES ESQUECIDAS - MARÍA CORDA


María Corda foi uma das atrizes mais importantes do cinema alemão, durante a fase silenciosa. Seu casamento com o diretor e produtor Alexander Korda contribuiu mais ainda para o seu estrelato. Infelizmente, quando partiu para Hollywood, não conseguiu repetir o mesmo êxito e acabou caindo no ostracismo.

Ela começou sua carreira de atriz nos teatros e estrelou no cinema em 1919, dirigida por Korda. No mesmo ano, casaram-se. Seus três próximos filmes também foram dirigidos pelo marido. Logo, eles tornaram-se a atriz e o diretor mais importantes da Hungria. Após Alexander ser preso e torturado, eles fugiram para Viena, para escapar do regime autoritário imposto na Hungria.

Logo, Corda tornou-se uma das atrizes mais populares da Europa. Em 1923, sob a direção do marido, estrela uma versão muda de "Sansão e Dalila". Em 1926, o casal muda-se para Berlim, produzindo mais filmes de sucesso e qualidade e desta vez chamando a atenção de produtores de Hollywood. 

Em Hollywood, porém, o casal não conseguiu repetir o êxito de suas produções na Europa. Eles chegaram na época em que o cinema estava em transição para os filmes sonoros e Corda pouco havia aprendido inglês. Com o fim dos contratos do casal em Hollywood, chegou também o divórcio. Alexander retornou para a Europa, tornando-se um grande diretor e produtor nos anos seguintes, recuperando seu prestígio. Corda mudou-se para Nova York e passou a escrever romances. Ela faleceu em 15 de fevereiro de 1976, aos 77 anos.

Nenhum comentário

Obrigado por comentar!!!

Tecnologia do Blogger.