PHEBO BRASIL FILMES - O ESTÚDIO ESQUECIDO


Dias atrás, escrevi sobre alguns estúdios clássicos nacionais. Acabei esquecendo de um dos mais importantes: Phebo Brasil Filmes, fundado ainda na era do cinema mudo brasileiro. A fundação desse estúdio foi importante e essencial para o nosso cinema por dois motivos:  primeiro pelo início do Ciclo de Cataguases e segundo pelos filmes produzidos pelo estúdio que tornaram-se importantes e essenciais para a posterioridade.


A Phebo nasceu após Humberto Mauro e Pedro Comello (pai da atriz Eva Nill) se conhecerem. Antes de dirigir filmes, Humberto Mauro chegou a trabalhar como eletricista, enquanto Pedro Comello era o fotógrafo mais famoso da cidade de Cataguases, juntos compraram uma pequena câmera e filmaram “Valadião, o Cratera”, em 1925. O curta-metragem conta com a presença de Eva Nill, assinando como Eva Comello, em uma de suas primeiras aparições no cinema.


Após a realização de "Valadião...", nasce a Phebo Sul América Filmes, baseada em uma necessidade de produzir filmes nacionais. O nascimento do estúdio, foi responsável pelo início do chamado Ciclo de Cataguases, período de imensa produção de filmes brasileiros no início da década de 20, na cidade de Minas Gerais. O estúdio foi fundado por Humberto, Pedro e Agenor Cortes de Barros, um negociante. O primeiro filme do estúdio foi "Na Primavera da Vida", dirigido, escrito e roteirizado por Humberto Mauro.


O próximo filme do estúdio seria "Thesouro Perdido" de 1926, filme de aventura que seguia os moldes dos filmes americanos, sendo premiado como o melhor filme do ano. Após o sucesso do filme, a produtora é rebatizada para Phebo Brasil Filmes. O próximo filme do estúdio seria "Braza Dormida", filme que projetaria Humberto Mauro como um dos melhores diretores do mercado mundial.


O último filme produzido pela Phebo seria "Sangue Mineiro" de 1929, sendo distribuído para todo país. O filme ainda conta com a participação de Carmen Santos, Adhemar Gonzaga e o próprio Humberto Mauro, enquanto Carmen é a protagonista do filme, os outros dois aparecem em pequenos papéis, os três tornariam-se nomes importantes na produção e direção de filmes nacionais.


Após a produção de "Sangue Mineiro", a Phebo Filmes fecha suas portas por não ter dinheiro e tecnologia para investir em filmes sonoros. Humberto Mauro recebeu um convite para dirigir filmes no Rio de Janeiro, nos estúdios da Cinédia. O fim do estúdio marca também o fim do ciclo de Cataguases.



FONTES

MATERIAL DA ÉPOCA:

Comentários

Mais Visitados